Categorias: Notícias

DIÁRIO DE VIAGEM – BAURU/SP

Sempre tivemos uma paixão pelos galgos, e como estávamos começando a fazer corrida de rua, e com a mudança do apartamento para uma casa chegara a hora de adquirir um. Fui juiz de galgos e por isso pesquisei onde tinha um criador que estivesse fazendo uma seleção de Whippet que me agradasse e achei na cidade de Arealva, cidade vizinha de Bauru, SP.

Como já tínhamos planejado ir a Aparecida, buscaríamos pessoalmente nossa Olívia. Sim, batizamos ela de Olivia, uma referência a Olívia Palito do desenho Popeye. Da cidade de Aparecida à Arealva percorremos mais 500km.

Tínhamos reservado um hotel em Bauru que aceitava cães no apartamento. Pegamos a Olívia, ela tem 3 meses, e fomos para o hotel. Estávamos na expectativa de como realmente aceitariam ela no hotel, já entramos na portaria com ela, o recepcionista nos cumprimentou, inclusive a Olívia, pediu para preenchermos os papéis e nos mostrou o quarto. Simples assim. Depois perguntei a respeito dos cães, ele me respondeu que a única objeção eram os cães de grande porte.

Verificamos que o shopping da cidade aceitava cães, então nos dirigimos pra lá para jantarmos. Logo na entrada havia uma placa pedindo aos clientes que estavam com cães se dirigirem ao concierge e foi o que fizemos, lá chegando preenchemos e assinamos um formulário concordando que tudo que o cão fizesse ou quebrasse era nossa responsabilidade e que o cão poderia entrar nas lojas indicadas com um adesivo. Raras eram as lojas que tinham o adesivo, na prática apenas poderíamos circular pelos corredores, como não podemos ficar na praça de alimentação, um de nós buscou um lanche e fomos comer no hotel.

Podemos perceber que apesar de alguns progressos as dificuldades para quem viaja com seu cão ainda são grandes, principalmente na hora de se alimentar.

Texto de Edgar Cardoso.